Você já parou para se perguntar: para que serve o cloro na piscina? Se você tem uma piscina ou faz a manutenção de uma, é muito importante que você compreenda o quão importante é cloro na dosagem certa para a saúde de sua família, de amigos, de sua piscina e para a sua saúde também!

“Invista tempo para entender a importância do cloro, e não deixa a diversão parar!”

 

Por que usar cloro é tão importante?

O cloro é responsável por eliminar organismo vivos (vírus, fungos, bactérias, etc) que são causadores de doenças. Além de evitar a ploriferação de algas que deixa a piscina verde.

É por isso que o uso do cloro é tão importante!

 

Afinal, muitas doenças podem ser transmitidas pelo uso de piscinas que não tenham recebido tratamento adequado da água. E é exatamente por isso que o uso de cloro na piscina é tão importante.

O uso do cloro na água da piscina, assim como de outros produtos químicos, permite eliminar bactérias e fungos. Além disso, é um tratamento que evita a proliferação de algas, que deixam a água com coloração alterada e turva.

Sendo assim, neste artigo da Cobop Piscinas:

 

Sabia que doenças podem ser transmitidas quando a piscina não tratada da maneira correta? Veja alguns exemplos abaixo:

Verrugas

Conhecidas muitas vezes como “verruga plantar” ou “olho de peixe” é uma doença causada pelo papilomavírus. A contaminação acontece geralmente nos pés e nas mãos, se tocarmos no local aonde o vírus está, incluindo ao redor da piscina.

Normalmente essas verrugas desaparecem sozinhas. Porém se isso não acontecer, será preciso procurar um médico dermatologista.

 

Tricomoníase

A tricomoníase É uma infecção que afeta principalmente os órgãos sexuais das mulheres, podendo afetar também os homens. No entanto, nas mulheres as consequências podem ser mais desastrosos, já que, se a doença for mal curada, pode causar irritação no útero e nas trompas de falópio.

 

Diarreia

As principais fontes de contágio em piscinas, são as bactérias e vírus  que causam diarreia.

Se uma pessoa que esteja usando a piscina e teve diarreia por volta de 2 semanas antes, é bem provável que essa pessoa contamine a água da piscina com germes e transmita esse problema a outras pessoas (ah, se a água da piscina não estiver devidamente tratada).

 

Micose

Provavelmente é a doença mais comum em pessoas que se banham em piscina cujo o tratamento não está nas condições mínimas ideais. A micose é uma infeção causada por fundos que contaminam as unhas cabelos e pele.

Para evitar a micose, assim que sair da piscina enxugue-se rapidamente, principalmente virilhas, axilas e pés.

 

Foliculite (ou Dermatite)

Caracteriza-se pela inflamação na raiz dos pelos. Em resumo, a foliculite é uma doença que ocorre por conta do contato com uma bactéria que estejam em piscinas não devidamente tratadas.

Geralmente é possível resolver esse problema com sabonetes antissépticos, mas é importante consultar um médico para uma prescrição mais precisa.

 

Qual a importância da dosagem correta de cloro para piscina?

Com todas essas doenças relacionadas a bactérias e fungos, você ainda tem dúvidas de para que serve o cloro na piscina? Contudo, não basta apenas limpar a piscina regularmente e aplicar cloro na água.

Primeiramente, a dosagem do produto precisa ser correta. Porque caso a água receba pouco cloro, a quantidade não será suficiente para matar as bactérias e os fungos contidos na água.

Dessa forma, quem usar a piscina ainda corre o risco de se contaminar. Do mesmo modo, o excesso de cloro também pode trazer danos à saúde dos usuários da piscina, causando alergias e irritações na pele.

Portanto, a dosagem de cloro deve ser calculada de acordo com o volume de água de sua piscina.

 

Além disso, os parâmetros da água devem estar em perfeito ajuste. Afinal, desequilíbrios no pH, na alcalinidade e no cloro livre podem contribuir para a eficácia de atuação do cloro.

 

Como iniciar o tratamento com cloro em sua piscina?

O tratamento da água de sua piscina constituído por uma série de etapas primordiais para um tratamento eficiente.

 

De uma maneira simplificada, o tratamento passo a passo para a maioria dos casos é:

  1. Limpar ao redor da piscina
  2. Medir os parâmetros da água da piscina (ph e alcalinidade)
  3. Ajustar se for preciso
  4. Jogar cloro (de acordo com o rótulo)
  5. E medir os parâmetros novamente, principalmente o cloro para saber se está na faixa ideal.

 

Veja o passo a passo no artigo abaixo:
https://cobop.com.br/passo-a-passo-como-limpar-sua-piscina-manual-para-iniciantes/

 

Como medir o volume de sua piscina? (simples e prático)

 

——-

Tenha uma piscina cristalina!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *