Qual a diferença entre piscinas de fibra de vidro, vinil e Alvenaria

Você está querendo ter uma piscina em sua casa, mas não tem certeza qual tipo de piscina escolher: Piscina de Fibra, Alvenaria ou Vinil?

Então você está no artigo certo! 😉

Nós da Cobop Ourinhos e Assis preparamos este artigo para responder, praticamente, todas as suas dúvidas para que você possa fazer uma escolha consciente, e que realmente uma piscina traga alegria para você e sua família!

Antes de escolher o tipo de piscina a ser construída, você deve levar em consideração alguns fatores, simples, mas muito importantes de cada tipo de construção. Confira abaixo:

Atualmente, há três tipos de piscinas mais comuns no mercado, porém cada uma possui sua particularidade. Então escolha a que melhor se encaixa em seu projeto.

 

Piscina de Fibra de Vidro

Ah, a famosa piscina de fibra! 😊

Em geral as piscinas de fibra apresentam boas vantagens, como o preço e a durabilidade, pois geralmente contam com garantias bem longas.

Na maior parte dos casos, as piscinas de fibra são muito fáceis e rápidas de serem instaladas, isso se deve ao fato de serem pré-fabricadas.

Sua instalação se baseia em retirar a terra do local onde a piscina de fibra será posicionada e na construção dos muros de contenção ao redor dela.

Limpeza e Higienização

Por se tratar de piscinas com superfície lisas, são muito fáceis de limpar e não acumulam bactérias, fungos e sujeiras com facilidade.

Desvantagens

Com o tempo, as piscinas de fibra podem apresentar bolhas, contudo, se a manutenção e os cuidados necessários estiverem em dia, sua durabilidade fica em torno de:

  • Em média 12 anos na estrutura;
  • E 5 anos no gel (uma espécie de barreira química).

 

Em relação aos outros tipos, alvenaria e vinil, a piscina de fibra de vidro é a que possui menos versatilidade em relação à formatos e tamanhos.

Entretanto, apenas para ilustrar, a Henrimar, nossa parceira, possui mais de 50 modelos a sua escolha, que podem ser vistos aqui (piscinas de fibra Henrimar), ou seja, são muitos modelos em azul ou branco que combinam com diversos ambientes.

Um cuidado importante que você deve ter é ao seu terreno, pois caso ele não esteja suficientemente estável, é bem provável que seja necessário a construção de uma estrutura que lhe dê reforço e isso fará com que o valor da obra aumente.

O transporte da piscina de fibra até o terreno exige vários homens, proporcional ao tamanho da piscina, e dependendo do local e modelo, fica inviável a instalação dela, geralmente inviabiliza-se devido ao tamanho.

No entanto, isso pode ser evitado com uma pesquisa e avaliação prévia da construção.

Recomendamos também um cuidado especial ao escolher o fabricante.

Escolha a Cobop! Somos parceiros da Henrimar, a única fábrica piscina de fibra do Brasil com ISO 9001. Saiba mais >>

 

 

Piscinas de Alvenaria (Concreto)

As piscinas de alvenaria possuem um bom custo benefício, em relação as outras duas desta lista, além de embelezar e valorizar o seu imóvel.

Embora apresentem um custo superior, em relação aos outros tipos de piscinas, as de concreto possuem muita resistência mecânica, apresentando uma durabilidade de 20 a 30 anos, é evidente que fazendo as devidas manutenções periodicamente, como, por exemplo, conserto do rejunte e a limpeza em geral.

Por elas serem muito versáteis, as piscinas de concretos podem ser projetadas em diversos formatos e tamanhos, claro que alguns cuidados básicos devem ser tomados, como por exemplo a contratação de mão de obra especializada.

Há uma grande diversidade de acabamentos possíveis para este tipo de piscina, como as pedras e pastilhas (acabamento mais sofisticado) ou o tradicional azulejo.

 

Como decidir o tipo de acabamento para uma piscina de azulejo?

Bom, você deve levar em consideração não somente a beleza, mas também a higienização, ou seja, é necessário chegar a um ponto em comum entre higiene x Beleza.

Isso é necessário pois alguns materiais acumulam fungos, bactérias e sujeiras em geral que dificultam a limpeza. Dependendo do material pode dificultar mais ou pode dificultar menos.

Avaliando o terreno

Atente-se ao terreno onde a piscina será construída, pois terrenos instáveis podem exigir reforços especiais e isso pode aumentar o valor da obra.

Além do mais, é bom que você saiba que as piscinas de alvenaria devem receber uma camada de impermeabilização, podendo ser feita, por exemplo, em manta asfáltica ou argamassa.

Desvantagens

Por se tratar de uma construção, geralmente mista de alvenaria e concreto, este tipo de piscina pode, com o passar do tempo, surgir rachaduras ou fissuras.

Aconselhamos que nunca esvazie esse tipo de piscina sem antes consultar um especialista, pois dependendo dos danos à estrutura podem ocasionar problemas irreversíveis a estrutura.

 

 

Piscina de Vinil

Comumente, as piscinas de vinil são construídas sobre uma estrutura de piscina de alvenaria, devido a isso, suas características são muito parecidas.

Este tipo de piscina dispensa revestimento cerâmico e a impermeabilização. Isso acontece porque o vinil é um material impermeabilizante que também serve como acabamento. Em outras palavras, sua construção fica mais barata.

Uma vantagem interessante sobre a piscina de vinil é que se pode escolher estampas personalizadas.

Outra vantagem é que permitem a construção de piscinas personalizadas em diferentes formatos e tamanhos.

 

Limpeza e Higienização

Em relação ao ponto de vista da higiene, as piscinas de vinil são uma excelente opção, pois são fáceis de limpar, porque não possuem locais acumuladores de sujeiras que geralmente acontece nas piscinas que possuem azulejos, rejuntes ou pastilhas.

 

Desvantagens

Como o vinil é um material mais sensível do que os revestimentos cerâmicos, e até mesmo que a fibra de vidro, para que ela dure, são necessários cuidados especiais.

Esses cuidados especiais se devem ao fato de que o vinil não resiste a objetos perfurantes ou cortantes, pode desbotar ou manchar se utilizar produtos químicos para limpeza e tratamento de água que não são recomendados para piscinas de vinil ou uso em excesso.

Os especialistas dizem que a maioria dos problemas surgem devido ao uso errado de produtos químicos. Por isso é fundamental seguir as instruções do fabricante.

Contudo, se algum dia você tiver problema com o vinil de sua piscina, a troca do dele é rápida e, relativamente, barata!

Ao esvaziar e encher uma piscina de vinil, de forma inadequada, pode ser que surja rugas ou cause problemas à estrutura de alvenaria (trincas, rachaduras, etc), por isso recomendamos a consulta de um profissional especializado.

De modo geral, a garantia deste tipo de piscina é menor que a piscina de fibra e de alvenaria (com revestimento cerâmico). No entanto, com a manutenção e os cuidados necessários, o vinil pode durar de 5 a 10 anos.

 

Possui dúvidas ainda? Fale conosco clicando aqui (contato).

 

—–

E aí? Este artigo te ajudou?

Compartilhe esse artigo com seus amigos, sua família seus e seus conhecidos. E continue também nos acompanhando aqui no blog, no Facebook, Instagram e Google+ todas as novidades e dicas sobre cuidados com piscinas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *